Negócios

Uralkali comenta acordo de potássio entre Bielorrússia e China 

Uralkali divulgou que as condições comerciais de um acordo de fornecimento de potássio firmado entre a Companhia de Potassa da Bielorrússia (BPC) e um consórcio chinês na semana passada “não refletem a situação real do mercado que está se desenvolvendo neste momento, nem suas perspectivas. O preço acordado não é apropriado nem para a duração desse contrato específico nem para a indústria como um todo”. 

Uralkali acrescentou que “se os contratos forem realizados nos níveis de preços acordados pela BPC, a longo prazo isso levará os produtores a reduzir seu investimento de capital e, finalmente, levará a uma escassez de cloreto de potássio no mercado”. 

A empresa disse que precisará considerar se está preparada para concluir contratos pelo preço estabelecido pelo BPC. 

World Fertilizer, 06/05/2020