Negócios

O Grupo K + S poderá vender parte de seus ativos

O conselho de administração do grupo alemão K + S analisou a situação no mercado global de fertilizantes à base de potássio e decidiu acelerar a implementação das medidas previstas pela estratégia de desenvolvimento até 2030.

De acordo com o comunicado de imprensa do Grupo K + S, apesar dos avanços na implementação da estratégia, condições difíceis de mercado dificultam a consecução de objetivos financeiros, em particular a redução de suas dívidas. Portanto, decidiu-se prestar muita atenção à melhoria da eficiência das unidades na Europa e na América do Norte.

Por exemplo, a mina de potássio de Bethune construída pelo Grupo K + S custou 5 bilhões de euros. Ao mesmo tempo, a produção de fertilizantes especiais é altamente lucrativa.

Dessa forma, no curto prazo, o Grupo K + S poderá vender parte de seus ativos existentes, reduzindo assim sua dívida.

“A redução rápida da dívida é nossa principal prioridade. Agora, implementaremos consistentemente um conjunto de medidas para “cristalizar” o valor. Precisamos de uma base financeira sólida para alcançar um crescimento sustentável”, disse Burkhard Lohr, Presidente do Conselho de Administração do Grupo K + S

Fertilizer Daily, 16/12/2019

Fonte imagem: Freepik