Mercado

PhosAgro Anuncia Resultados Financeiros do 2T/20 e 1S/20

Logo PhosAgro

A PhosAgro, um dos maiores produtores mundiais de fertilizantes à base de fosfato integrados verticalmente, anunciou recentemente seus resultados financeiros consolidados em IFRS para o 2T/20 e 1S/20.

Destaques do 2T/20 e 1S/20

A receita no 2T/20 aumentou 3,1% a/ano para US$ 828 milhões devido a um aumento nas vendas de exportação. A receita no 1S/20 diminuiu 4,9% a/ano e totalizou US$ 1,8 bilhão. A redução da receita deve-se à correção para a baixa nos preços dos fertilizantes ao longo do ano anterior.

No 2T/20, o EBITDA aumentou 11,0% a/ano US$ 281 milhões, com a margem EBITDA aumentando para quase 34% (de 31,5% no 2T/19). O EBITDA do 1S/20 diminuiu 9,9% a/ano para US$ 560 milhões, com uma margem EBITDA de 31%.

A geração de caixa livre no 2T/20 totalizou US$ 28 milhões, em comparação com US$ 158 milhões no 2T/19. Essa redução deveu-se ao acúmulo de capital de giro relacionado à recuperação ativa da demanda sazonal nos mercados de exportação e ao aumento das exportações. No 1S/20, o fluxo de caixa livre foi de US$ 303 milhões e no 2T/20.

Destaques financeiros e operacionais

Comentando sobre os resultados financeiros da empresa, o CEO da PhosAgro, Andrey Guryev, disse: “A PhosAgro apresentou fortes resultados financeiros no segundo trimestre, a receita e o EBITDA aumentaram a/ano, enquanto a margem EBITDA atingiu 34%”.

“No contexto destes fortes resultados financeiros, o Conselho de Administração da PhosAgro recomendou que os acionistas aprovassem um pagamento de dividendos, em linha com a política de dividendos da empresa, no valor de RUB 33 por ação, que excede o fluxo de caixa livre e é equivalente a 62% do lucro líquido ajustado do 2T/20.

“Em termos de nossas expectativas para a evolução do mercado nos próximos meses, gostaria de observar que estamos otimistas sobre as perspectivas para a demanda sazonal na Europa e na África, que deve suportar uma tendência contínua de alta nos preços de nossos produtos, e nos permite otimizar níveis de capital de giro durante 2S/20. ”

Condições de mercado do 2T/20

No 2T/20, os mercados globais de fertilizantes fosfatados permaneceram estáveis, apesar do enfraquecimento da demanda sazonal nos Estados Unidos, Europa e Rússia. A oferta de exportação da China permaneceu limitada devido à redução da produção de MAP / DAP e à estabilidade da demanda no mercado interno. De acordo com estimativas preliminares, as exportações de DAP/MAP da China no 2T/20 diminuíram em 700.000 ton, uma queda de 27% a/ano.

Em vista disso, houve uma retomada anterior da demanda sazonal na Índia impulsionada por condições climáticas favoráveis e redução da produção doméstica devido a restrições de quarentena. No Brasil, a demanda foi alimentada pelas condições favoráveis do mercado global de soja e pela maior disponibilidade de fertilizantes (relação de preços favorável entre fertilizantes e produtos agrícolas essenciais). Como resultado, as importações de MAP do Brasil no 2T/20 totalizaram 1,4 milhão ton, um aumento de 62%, a/ano.

Desempenho financeiro 2T/20 e 1S/20

O lucro bruto no 2T/20 aumentou 8,1% a/ano e totalizou US$ 395 milhões. A margem bruta foi de 48%, ante 45% no 2T/19. O lucro bruto e a margem de lucro bruto nos segmentos de fertilizantes à base de fosfato e nitrogênio foram os seguintes:

  • O lucro bruto no segmento de fertilizantes à base de fosfato aumentou 5,7% para US$ 313 milhões. Ao mesmo tempo, a margem de lucro bruto aumentou para 47%.
  • O lucro bruto no segmento de fertilizantes à base de nitrogênio aumentou 18,7% para US$ 81 milhões. A margem de lucro bruto aumentou para 58% de 56% no 2T/19).
  • O lucro líquido ajustado para itens não monetários de câmbio no 2T/20 diminuiu 25,3% a/ano para US$ 95 milhões.

As despesas de capital no 2T20 totalizaram US$ 135 milhões, o que corresponde a 48% do EBITDA no período coberto pelo relatório. A empresa investiu principalmente no desenvolvimento de sua base de recursos em Kirovsk, na construção de novas instalações de produção de ácido sulfúrico e ácido fosfórico existentes em Cherepovets e Balakovo, bem como no desenvolvimento abrangente da unidade de produção de Volkhov.

A geração de caixa livre no 2T/20 foi de US$ 28 milhões. As principais razões para a queda anual foram uma saída de capital de giro associada a um aumento nas vendas de exportação (incluindo para a América Latina) e alto efeito de base em 2019.

O aumento em relação a 31 de dezembro de 2019 deveu-se à desvalorização do rublo em relação ao dólar americano em junho de 2020. A dívida líquida em 30 de junho de 2020 era de US$ 2,0 bilhões.

O custo das vendas no 2T/20 diminuiu 1,1% a/ano, apesar do crescimento nas vendas de fertilizantes, e totalizou US$ 433 milhões. Os custos do sulfato de amônio também diminuíram após o lançamento de uma linha de produção desse insumo.

Os custos de matéria-prima diminuíram no 2T20 em 19,6% a/ano para US$ 114 milhões como resultado de:

Uma redução nos custos de enxofre e ácido sulfúrico de 53,6% para US$ 15 milhões como resultado da queda nos preços de mercado do enxofre e ácido sulfúrico, bem como o lançamento piloto de uma linha de produção de ácido sulfúrico, que é possível reduzir as compras externas de ácido sulfúrico.

Uma queda de 25,9% nos custos de potássio para US$ 39 milhões devido a uma queda nos preços de mercado e menor produção de tipos de fertilizantes com alto teor de K.

Uma redução de 68,9% nos custos de sulfato de amônio para US$ 3 milhões, principalmente devido ao lançamento de uma linha de produção de sulfato de amônio e preços mais baixos para esta matéria-prima.

Aumento nos gastos com amônia de 61,3% para RUB 1,1 bilhão (US $ 15 milhões) devido ao aumento no consumo de amônia devido ao crescimento da produção de fertilizantes e após o lançamento da unidade de produção de sulfato de amônio.

As despesas administrativas aumentaram 2,9% a/ano no 2T20 para US$ 57 milhões, principalmente como resultado de um aumento de 12,1% a/ano nas despesas com salários e previdência social para US$ 37 milhões devido a um aumento do número de funcionários e pagamento de bônus.

No 2T/20, as despesas com vendas aumentaram 9,9% a/ano para US$ 129 milhões. Os principais impulsionadores do crescimento foram um aumento nos custos de frete, porto e estiva de 29,9% ano/ano para US$ 63 milhões, principalmente devido a um aumento nas vendas para mercados de exportação e desvalorização do rublo.

World Fertilizer, 28/08/2020