Culturas

Compra de fertilizante no Sul atinge 14%, contra 20% da mesma época em 2018

Produtores do Sul do Brasil compraram 14,5% dos fertilizantes para a segunda safra de milho. De acordo com o Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea), o ritmo de compra está atrasado se comparado aos 20% negociados no mesmo período do ano passado. A justificativa do atraso, segundo os pesquisadores, se deve ao atraso de plantio da soja.

Cristiano Veloso, CEO da Verde Mineradora comentou que toda vez que commodity melhora o preço, fabricantes internacionais elevam o preço do insumo. ‘Infelizmente, toda vez que a commodity, seja ela qual for, melhora minimamente o preço, os produtores internacionais de fertilizantes aumentam os preços. Um cenário extremamente preocupante e que permanece do mesmo jeito há muitos anos’, afirma ele.

Canal Rural, 22/11/2019

Fonte da Imagem: Freepik