Produção

Projeto para produção de fertilizantes dá os primeiros passos no Ceará

Uma nova instalação para a produção de fertilizantes será construída em Santa Quitéria

Memorando de Entendimento prevê instalação de complexo minero-industrial para produção de fertilizantes e nutrição animal. Investimento inicial é de 400 milhões de dólares.

O governo do Ceará assinou na última segunda-feira (28/09) um Memorando de Entendimento para instalação de um complexo minero-industrial na Usina de Itataia, em Santa Quitéria. O acordo com o consórcio formado pela estatal Indústrias Nucleares do Brasil (INB) e a indústria de fertilizantes Galvani prevê investimento de 400 milhões de dólares e início de operação em 2023.

Na região da mina ainda está prevista a construção de duas plantas, segundo os investidores, aquela é a maior área de reserva de urânio associado ao fosfato no planeta. A ideia é atender ao agronegócio com a produção de fertilizantes e nutrição animal.

O governador Camilo Santana ressaltou que esse é um projeto prospectado há muitos anos por diversos governos anteriores. O governador ainda disse que 80% dos fertilizantes utilizados no Brasil são importados e a produção, a partir do Ceará, poderá suprir essa demanda.

O Povo, 29/09/2020

Fonte da Imagem: Freepik