Produção

Ramagundam FCL deverá iniciar operações em dezembro

As obras da unidade de produção de ureia a base de gás da Ramagundam Fertilizer and Chemicals Limited (RFCL), estão acontecendo em um ritmo acelerado. Com exceção de trabalhos menores, os principais, especialmente a fixação de máquinas, estão em fase final. Se tudo correr bem, os funcionários da RFCL planejam iniciar a produção até dezembro e introduzir a uréia no mercado com o nome de marca “Kisan Urea”.

A unidade de produção de ureia à base de carvão da companhia foi fechada em 1991 devido a dívidas. Em 2014, o governo  decidiu reabrir a unidade em parceria com o Estado para atender às necessidades de fertilizantes do sul da Índia. Em 17 de fevereiro de 2015, a RFCL foi constituída e o primeiro-ministro Narendra Modi lançou as bases para o projeto em 7 de agosto de 2016.

Enquanto a National Fertilizer Limited e a Engineers India Limited possuem 26% de participação, a Fertilizer Corporation of India Limited e o governo de Telangana têm 11% de participação cada. A Autoridade de Gás da India Limited, que fornecerá gás para a usina, detém 14,3 por cento e os 11,7 por cento restantes são de propriedade da empresa sediada na Dinamarca, Haldor Topsoe.

A unidade tem como objetivo produzir 3.850 toneladas métricas de uréia e 2.200 toneladas métricas de amônia por dia. A RFCL está espalhada por 560 acres e o custo do projeto é estimado em Rs 5,920 crore. Até agora, Rs 3.830 crore foi gasto em máquinas e outros fins. Por ano, 12,7 mil toneladas métricas de fertilizantes seriam produzidas na unidade. Enquanto Haldor Topsoe está fornecendo suporte técnico para a instalação da planta de amônia, uma empresa com sede na Itália está fornecendo suporte técnico para a planta de ureia.

O gás será fornecido a partir da bacia de Krishna-Godavari, a 363,65 km de distância. Para o efeito, 15 pontos de controle foram desenvolvidos em diferentes locais. O último ponto é estabelecido em Gummunur, perto de Manthani, de onde o gás será fornecido à usina. O reservatório de Yellampalli fornecerá 0,55 tmc de água necessária para a unidade.

Autoridades da fábrica expressaram confiança para iniciar a produção em dezembro, já que quase todas as obras foram concluídas. O lançamento do gasoduto está pendente e também será concluído neste mês. Embora as obras da fábrica estivessem programadas para serem concluídas em dezembro do ano passado, ela foi adiada devido a vários motivos.

Telanganatoday, 26/08/2019