Produção

OCP Group planeja fábrica de amônia na Nigéria com operação em 2023

O produtor marroquino de fosfato OCP Group espera que uma planta planejada de amônia, de US$ 1,3 bilhão na Nigéria, comece a produzir no final de 2023.

Será construída no sudeste da Nigéria, onde foram identificados fornecedores de gás, disse à Reuters Mohammed Hettiti, chefe da OCP Nigéria.

A fábrica faz parte do esforço da OCP Group para aumentar o investimento em fertilizantes à base de fosfatos na África. Ela tem planos para outras fábricas na Etiópia e Gana.

A fábrica, com capacidade de produção anual de 750.000 toneladas de amônia e 1 milhão de toneladas de fertilizantes, exportaria amônia para a fábrica do Marrocos em Jorf Lasfar, enquanto o Marrocos forneceria ácido fosfórico para produzir fertilizantes, disse ele.

A OCP Group, que já atende mais de 90% da demanda nigeriana de fertilizantes, assinou um acordo em junho de 2018 para construir a planta com a Sovereign Investment Authority da Nigéria.

A empresa de fosfato, que é 95% estatal, também começou a construir três misturadoras no valor de US$ 40 milhões para fornecer fertilizantes para a Nigéria. “Elas devem estar operando no próximo ano”, disse ele.

A OCP Group, que possui 12 subsidiárias na África, registrou um aumento de 17% no lucro líquido do semestre para US$ 185 milhões em relação ao mesmo período do ano passado, uma vez que preços mais altos e demanda por ácido fosfórico ajudaram a compensar preços mais baixos para fertilizantes e rocha fosfática.

Reuters, 14/11/2019

Fonte da Imagem: Freepik