Produção

Fósforo: ninguém se lembra dele e já está a faltar

Para muita gente, o fósforo é um elemento que se usa e se deita fora; serve como material inflamável nos fósforos domésticos e pouco mais. Mas não é bem assim. O fósforo é um elemento vital, é um componente chave dos ossos e faz parte do ADN de todos os animais e vegetais e, para além disso, é essencial, sob a forma de fosfatos, nos fertilizantes agrícolas.
O problema que se está a verificar com este recurso é que a localização e quantidade das reservas de boa qualidade são muito limitadas. 85% das melhores reservas de fósforo estão concentradas em apenas três países, por isso já quase não é possível encontrar fósforo barato.
Num estudo recente levado a cabo por investigadores americanos e canadianos chegou-se à conclusão que os governos e as sociedades ainda não estão consciencializados para a importância do fósforo e para a sua escassez crescente e que a situação pode ter consequências desagradáveis para a vida humana.
O fósforo como fertilizante já está fora do alcance dos agricultores pobres de muitos países. Trata-se de um fenómeno do meio ambiente sobre o qual é preciso pensar e tomar atitudes para evitar a monopolização deste recurso vital. Marrocos possui as maiores reservas de fósforo do mundo e já se está a preparar para o fluxo de milhões de dólares que poderia começar a receber como consequência do deficit global de fósforo.
De resto, cientistas peritos neste tema já alertam para a possibilidade de acontecer com o fósforo o que aconteceu e acontece com o petróleo, no que diz respeito aos custos

TVNET, 09/12/2011