Produção

Brasil pode se tornar grande produtor de potássio

O senador Lauro Antônio (PR-SE) afirmou em Plenário nesta segunda-feira (19) que o país, e o estado de Sergipe em particular, poderá em breve tornar-se grande produtor de potássio, elemento fundamental para a produção de fertilizantes.
O avanço no setor diminuiria a necessidade de importação do produto e tornaria o país mais competitivo no mercado externo.
Lauro Antônio lembrou que a produção atual de grãos do país é de 159 milhões de toneladas anuais, com previsão de aumento de 40% até 2019. Com isso, o consumo de fertilizantes também deve crescer. O senador alertou que, hoje, o Brasil só produz 10% dos insumos usados no agronegócio e na agricultura familiar.
O parlamentar destacou que o país tem potencial para elevar consideravelmente sua produção. Ressaltando que Sergipe é o único produtor de potássio no Brasil, ele mencionou diversos projetos em andamento no estado, para exploração de recursos ainda armazenados no subsolo.
– Sergipe, além de ser o único produtor de potássio do País, guarda em seu subsolo a maior reserva desse mineral em todo o hemisfério sul. Acreditamos que, num futuro próximo, despontaremos como polo de produção de fertilizantes capaz de atender a crescente demanda agrícola do país e reduzir as importações do produto – disse Lauro, prevendo redução do preço dos alimentos no mercado interno e benefícios para a economia sergipana.

Agência Senado, 19/12/2011