Negócios

Nutrien pretende triplicar os empréstimos para agricultores dos EUA

A distribuidora canadense de fertilizantes Nutrien Ltd pretende triplicar seus empréstimos aos agricultores dos EUA para US$ 6 bilhões em cinco anos, em uma tentativa de aumentar as vendas de produtos agrícolas, disse seu diretor financeiro.

O impulso da Nutrien para expandir os empréstimos agrícolas a partir deste ano ocorre na medida em que os baixos preços das commodities têm reduzido a rentabilidade das fazendas estado-unidenses, deixando os produtores com menos dinheiro para gastar em sementes e fertilizantes.

Nutrien não divulgou sua meta anterior para empréstimos agrícolas. Divulgou em uma reunião de investidores nesta semana que pretende expandir seu braço financeiro.

Os atuais empréstimos da empresa à fazendeiros norte-americanos para compra de suprimentos chegam a US$ 2 bilhões, ou 8% do mercado de financiamento de insumos agrícolas dos EUA, concorrendo com bancos comerciais, a fabricante de tratores Deere&Co e fornecedores rivais como a CHS. Inc.

Farah, brasileiro de nascimento, entrou na Nutrien em fevereiro, tendo trabalhado anteriormente para a rede varejista Walmart, e está liderando a estratégia, mas acrescenta que a Nutrien estava desenvolvendo a ideia antes de sua chegada.

“Expandir os empréstimos da Nutrien aos clientes reflete uma recente tendência de expansão dos serviços financeiros por parte de varejistas, como Walmart, eBay e Amazon”, disse ele.

“Todos os varejistas estão reconhecendo que os serviços financeiros são um componente-chave do processo de vendas. É algo que, como varejista, temos que oferecer, especialmente em um mercado que é carente de recursos”, disse Farah.

A Nutrien está buscando a aprovação das agências de classificação de crédito para aumentar sua dívida em relação ao patrimônio e emprestar mais, a partir deste ano, disse Farah.

A participação da Nutrien nas vendas no varejo agrícola dos EUA é de 20%, o que a faz líder do mercado, e a empresa disse que pretende crescer ainda mais por meio de aquisições de pequenos vendedores.

Quando questionado por que Nutrien expandiria os empréstimos agrícolas dos EUA quando alguns bancos os consideram muito arriscados, Farah disse que as relações de longa data da empresa com os agricultores são uma grande diferença.

“Eles não conhecem os produtores tão bem quanto nós”, disse ele.

As ações da companhia subiram 0,2% em Toronto.

Nasdaq 03/06/2019