Negócios

Marrocos abre fábrica marroquino-brasileira de fertilizantes

O Marrocos abriu uma fábrica marroquino-brasileira destinada a produzir 610.000 toneladas de fertilizante por ano no porto de Jorf Lasfar (oeste), informaram fontes oficiais nesta sexta-feira (23).
A criação dessa fábrica, cujos investimentos chegam aos 270 milhões de euros, foi comandada pelo rei Mohamed VI, de acordo com a fonte.
A fábrica é dirigida pela Office Chérifien des Phosphates (OCP) e a empresa brasileira Bunge.
A produção de fertilizantes e ácidos fosfóricos, de aproximadamente 375 mil toneladas ao ano, é destinada ao mercado da América Latina, segundo a fonte.
No mesmo dia da abertura da fábrica, o rei marroquino inaugurou a construção de uma dessalinizadora da água do mar no mesmo porto, de 72 milhões de euros, explicou a fonte.
A OCO é a primeira exportadora de fosfato bruto e ácido fosfórico no mundo e trabalha em colaboração com multinacionais de Brasil, Índia, Paquistão ou China.

AFP, 23/12/2011