Mercado

USDA anuncia pacote de US$ 16 bilhões para produtores

“Os detalhes que anunciamos hoje garantem que os agricultores não ficarão sozinhos"

O secretário de Agricultura dos Estados Unidos, Sonny Perdue, anunciou mais detalhes do pacote de US$ 16 bilhões destinado a apoiar os produtores agrícolas americanos, enquanto a administração continua trabalhando em acordos comerciais “livres, justos e recíprocos”. Em maio, o presidente norte-americano, Donald Trump, ordenou que o secretário Perdue elaborasse uma estratégia de alívio de acordo com os impactos estimados de tarifas retaliatórias injustificadas sobre produtos agrícolas dos EUA e outras interrupções comerciais.

Nesse cenário, segundo o Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA) indicou que o Programa de Facilitação de Mercado (MFP), o Programa de Compra e Distribuição de Alimentos (FPDP) e o Programa de Promoção do Comércio Agrícola (ATP) ajudarão os produtores agrícolas enquanto o Presidente Trump trabalha para enfrentar barreiras de acesso ao mercado de longa data.

“A China e outras nações não cumprem as regras há muito tempo, e o presidente Trump é o primeiro presidente a enfrentá-las e a enviar uma mensagem clara de que os Estados Unidos não tolerarão práticas comerciais desleais”, disse o secretário Perdue.

Para complementar ele afirmou que os detalhes discutidos pelo governo irão tentar amenizar os prejuízos enfrentados pelos agricultores daquele país. “Os detalhes que anunciamos hoje garantem que os agricultores não ficarão sozinhos ao enfrentar tarifas de retaliação injustificadas, enquanto o presidente Trump continua trabalhando para solidificar acordos comerciais melhores e mais fortes em todo o mundo”, completa.

“Nossa equipe no USDA refletiu sobre o que funcionou bem e reuniu comentários sobre o programa do ano passado para torná-lo ainda mais forte e eficaz para os agricultores. Nossos fazendeiros trabalham duro, são os mais produtivos do mundo e nosso objetivo é igualar seu entusiasmo e patriotismo à medida que os apoiamos”, acrescentou o secretário Perdue.

Agrolink, 26/07/2019