Mercado

Preço alto dos grãos impulsionará vendas de fertilizantes

A Yara International informou hoje que os agricultores interessados em aproveitar os atuais preços elevados dos grãos devem intensificar a aplicação de fertilizantes e, consequentemente, elevar as vendas de produtos do grupo norueguês e de suas joint ventures em 8 milhões de toneladas até 2016.
Entre 2006 e 2010, o volume vendido pela Yara aumentou 3,5 milhões de toneladas. A perspectiva de crescimento das vendas impulsionou as ações da empresa na Bolsa de Valores de Oslo. “O consumo mundial de grãos continua crescendo de modo estável, enquanto a produção enfrenta dificuldades para acompanhar o ritmo do consumo, mesmo quando os incentivos de preço estão em níveis recordes”, disse o executivo-chefe da Yara, Jorgen Ole Haslestad.
A companhia, maior fabricante de fertilizantes à base de nitrogênio, afirmou que a demanda agora é forte em todas as regiões em que os insumos são usados nesta época do ano. Em 2011, os preços de todos os nutrientes subiram frente ao ano anterior, com um aumento particularmente expressivo no caso do nitrogênio.
O motivo é que as exportações da China tem sido limitada pela cobrança de uma taxa sobre os embarques de ureia – ingrediente usado na produção de fertilizantes – e por fortes preços no mercado local. Há uma falta de capacidade ociosa na indústria fora da China. Hoje, a Yara também anunciou um conjunto de cenários de resultado, estimando um lucro por ação de 28 coroas a 55 coroas norueguesas, ante projeção de 18 coroas a 47 coroas norueguesas por ação para igual período um ano antes.
Emboras os papéis da companhia tenham avançado, alguns analistas não se mostraram convencidos da perspectiva. “Nós não sabemos porque a previsão de lucro aumentou em 10 coroas norueguesas por ação”, informou a ING. As informações são da Dow Jones.

Agência Estado, 06/12/2011