Mercado

Marrocos continua sendo o maior exportador mundial de fosfato e ácido fosfórico

O Grupo OCP, Marrocos, manteve sua posição como o maior exportador mundial de fosfato bruto em 2019, apesar de um declínio de sua participação no mercado de 38% para 34% entre janeiro e setembro de 2019. 

As exportações de fosfato bruto da OCP diminuíram de 11 milhões de toneladas em 2018 para 9,5 milhões de toneladas em 2019, devido à uma queda global de 6% nas exportações de fosfato bruto durante os primeiros nove meses de 2019. 

“Nesse contexto, a OCP viu suas exportações para a América do Norte caírem devido ao fechamento da Nutrien“, afirmou o relatório. 

Nutrien, uma empresa canadense de fertilizantes, é um dos principais clientes da OCP na América do Norte. No entanto, seus pedidos caíram após o fechamento de várias unidades de produção em 2019. 

O Grupo OCP também manteve sua posição como o maior exportador mundial de ácido fosfórico, com uma participação de mercado de 49%. 

As exportações de ácido fosfórico da corporação atingiram 1,5 milhão de toneladas no final do terceiro trimestre de 2019, em comparação com 1,37 milhão de toneladas no mesmo período de 2018. O número representa um aumento anual de 2%. 

 As exportações de ácido fosfórico do grupo testemunharam um declínio no mercado europeu, mas a OCP compensou aumentando sua participação no mercado na Ásia. 

Quanto aos fertilizantes, “a OCP conseguiu manter sua participação de mercado graças à flexibilidade de seus produtos e portfólios regionais, apesar do excesso de oferta de mercado e da queda na demanda na Ásia”, afirmou o relatório. 

As exportações de fertilizantes da OCP atingiram 9 milhões de toneladas em 2019, contra 8,4 milhões de toneladas em 2018. 

A empresa aproveitou o aumento da demanda por fertilizantes na América e na Europa, aumentando a participação de mercado nos dois continentes de 32% para 35% e de 29% para 33%, respectivamente. 

O Grupo OCP também confirmou sua posição como o maior exportador de fertilizantes para a África, com quase 58% de participação de mercado no final de 2019, apesar da queda nas exportações para o continente. 

O grupo exportou 1,8 milhão de toneladas de fertilizantes para os estados africanos em 2019, registrando uma ligeira queda em relação ao volume exportado em 2018, que totalizou 1,9 milhão de toneladas. 

Com esses resultados, Marrocos mantém sua posição como líder mundial em fosfato e produtos à base de fosfato. No entanto, resta ver como a crise do COVID-19 afetará o comércio global nesse campo. 

Morocco World News, 06/05/2020 

Fonte da imagem: Freepik