Mercado

Índia reduz subsídio ao fertilizante de potássio 

A Índia reduziu os subsídios concedidos a fertilizantes a base de potássio em 9%, para o menor nível em uma década, à medida que o país –maior importador global do produto– busca conter um déficit fiscal. 

A redução do apoio governamental em um momento em que a rupia se desvaloriza pode acarretar um aumento dos preços no varejo para agricultores e potencialmente reduzir consumo e importações. 

A Índia fixou o subsídio ao potássio em 10.116 rupias por quilo para o ano-fiscal de 2020/21, iniciado em 1º de abril, ante 11.124 rupias por kg no ano anterior, apontou um comunicado do governo do país. 

Produtores como UralkaliNutrien, K+S, Arab Potash e Israel Chemicals (ICL) são fornecedores-chave para o mercado indiano. 

A Índia depende de importações para que todo seu consumo de potássio seja atendido, adquirindo mais de 4 milhões de toneladas por ano. 

“As importações já ficaram caras por causa da rupia fraca, e agora você tem o subsídio menor. O produtor de fertilizante não terá outra alternativa a não ser elevar os preços em algum momento deste ano”, disse um membro de uma importadora do produto. 

Mix Vale, 22/04/2020 

Fonte da Imagem: Freepik