Mercado

EUA: projeto estimula uso do gás como matriz de produção

Um projeto de lei introduzido recentemente na Câmara dos Deputados dos Estados Unidos pode criar uma brecha para permitir que o etanol produzido a partir de gás natural seja incluído no mandato federal de combustíveis renováveis do país. Vale lembrar que o gás natural é um hidrocarboneto e recurso natural não renovável.
Embora a tramitação no Congresso americano ainda tenha um longo caminho pela frente, o banco de investimentos Dahlman Rose ponderou que o etanol de gás natural pode substituir o produzido a partir do milho o que, em última instância, reduziria o plantio do grão, que hoje é a base da produção de álcool combustível nos EUA. A construção de apenas cinco usinas de etanol de gás poderia substituir o equivalente a 4,1 milhões de acres de milho (1,66 milhão de hectares). O crescimento dessa atividade seria prejudicial aos fabricantes de fertilizantes nitrogenados, que usam gás natural, mas beneficiaria empresas como a Celanese, do Texas, que produzir etanol de gás e carvão, mas tem evitado o mercado americano até agora. As informações são da Dow Jones.

Agência Estado, 19/01/2012