Mercado

Demanda por fertilizantes segue fraca no curto prazo

Os fundamentos do mercado de fertilizantes variam de neutros a negativos, pois uma “quase inexistente” demanda de curto prazo pesa nas cotações, avaliou hoje o banco Goldman Sachs. Traders preveem que os preços dos fertilizantes continuarão recuando até a temporada de aplicação, na primavera dos Estados Unidos, pois os compradores vão esperar até o último minuto. Incertezas sobre o mercado da Índia também pesam nas cotações, segundo o banco. Mas a sólida demanda agrícola, somada à apertada oferta de fosfato e potássio, pode beneficiar companhias como a Mosaic, primeira opção do Goldman entre as companhias de fertilizantes. As informações são da Dow Jones.

Agência Estado, 15/12/2011