Mercado

Nova portaria pode reduzir o custo da importação de fertilizante

Com uma nova instrução normativa os custos de fertilizantes irão cair no Brasil

Uma nova Instrução Normativa (IN) da Receita Federal, publicada nesta quinta-feira 03/09/2020 no Diário Oficial da União (DOU), deverá reduzir os custos do fertilizante no mercado interno brasileiro, beneficiando toda a cadeia produtiva – desde o produtor rural até o consumidor final

A IN 1974 prevê a alteração da norma IN RFB 1282/2012 e vai desburocratizar a operação de descarga de granéis sólidos, isso fará com que os importadores de fertilizantes tenham mais flexibilidade quando escolher sua opção de logística, sem necessariamente consultar o Recinto Alfandegário.

O Brasil consome 37 milhões de toneladas de fertilizantes para o campo, sendo que destes, aproximadamente de 80% são importados e precisam passar por Recintos Alfandegados. A medida será válida a partir de 1º de outubro.

“O preço de compra do fertilizante vai baixar e o agricultor será beneficiado na ponta. Além disso, o importador poderá escolher quem fará a operação e terá disponibilidade imediata para descarregar o produto. Medida fundamental para o setor”, destaca Nelson Costa.

O Sistema Ocepar – Organização das Cooperativas do Estado do Paraná – é responsável pela aquisição de 3 milhões de toneladas de fertilizantes para os produtores que integram as Cooperativas.

De acordo com o vice-presidente da Ocepar, Nelson Costa, a nova Instrução Normativa refletirá diretamente na redução do valor na compra do produto.

Jornal dia a dia 7/09/2020