Logística

Rio de Janeiro começa a movimentar fertilizantes

Rio de Janeiro começa a movimentar fertilizantes

O Porto do Açu colocou o Rio de Janeiro no mapa do mercado de fertilizantes no Brasil. O estado era o único da costa nacional do Rio Grande do Sul até a Bahia que ainda não realizava este tipo de movimentação em navios granel. A primeira movimentação foi realizada via Terminal Multicargas (T-MULT) e importou 25 mil toneladas de cloreto de potássio para o interior do estado de Minas Gerais.

Apenas no primeiro ano de contrato, a expectativa é que 150 mil toneladas de fertilizantes sejam escoadas por este terminal, que possibilitará a conexão global do estado do Rio com os produtores destes insumos, principalmente para os estados que não possuem acesso ao mar, como Minas Gerais.

O Brasil importa cerca de 80% dos fertilizantes que consome localmente. Com este serviço no portfólio, o Porto do Açu busca atender a demanda interna, principalmente o mercado de Minas Gerais, nas regiões leste, sul e centro do estado, onde há uma grande base de distribuidoras instaladas.

Este projeto é considerado o embrião para a fase de industrialização do Porto do Açu no setor petroquímico, que será consolidada com a atração de indústrias para este fértil ambiente de negócios do Norte Fluminense. O plano de ampliação do T-MULT, previsto para os próximos cinco anos, inclui aumento do cais e do pátio para granéis, a construção de um pátio dedicado a cargas gerais e contêineres e novos galpões para armazenamento. 

Café Cultura, 30/09/2020

Fonte da Imagem: Freepik