Logística

Porto de Antonina no Paraná será ampliado para receber fertilizantes

Empresa pretende investir em estrutura no Porto de Antonina, em torno de R$ 160 milhões. O governador e a empresa de logística Interbulk S.A. assinaram um protocolo de intenções que prevê a adesão da empresa ao programa de benefícios fiscais do Estado. Com isso a empresa fará um investimento de R$ 159,09 milhões na ampliação do Porto de Antonina, no litoral paranaense, para que receba movimentações de granéis sólidos (fertilizantes nitrogenados, fosfatados e potássio) e aumente o potencial do Estado.

O complexo será erguido a cerca de 200 metros do portão B do Terminal Portuário da Ponta do Félix. O grupo pretende realizar a obra em duas fases, com capacidade para produzir até um milhão de toneladas por ano. Na primeira etapa serão construídos 8 armazéns com capacidade estática de 12 mil toneladas cada um, totalizando 24 mil metros quadrados, com movimentação de até 96 mil toneladas a granel e ensaque. Contará ainda com áreas de apoio e a instalação de duas balanças rodoviárias de 30 metros cada uma.

O projeto estabelece, ainda, mais um armazém estruturado com capacidade estática de 100 mil toneladas, totalizando 13,3 mil metros quadrados, duas novas balanças rodoviárias e uma linha de recebimento de matéria-prima e insumos com capacidade 300 toneladas por hora. Os recursos são da ordem de R$ 99 milhões.

Agrolink, 29/10/2020

Fonte da imagem: Freepik