Logística

Mais de 3 mil debateram o Porto Sul

“Mais de três mil pessoas de Itabuna, Ilhéus, Itacaré, Coaraci, Itajuípe, Ibicaraí, Itapé e de outros 14 municípios participaram, no sábado, da audiência pública sobre a construção do Porto Sul.
Realizado no Centro de Convenções de Ilhéus pelo Ibama, o evento foi para debater os pontos positivos e negativos com a construção do Porto Sul. O projeto técnico foi apresentado pelo coordenador de Infraestrutura da Casa Civil do Estado, Eracy Lafuente.
De acordo com o projeto, no oitavo ano de operação, o porto vai escoar 66 milhões de toneladas por ano de produtos como soja, milho, algodão, minério, carvão, etanol e fertilizantes.
O secretário estadual do Meio Ambiente, Eugênio Spengler, explicou que o Ibama orientou sobre que tipo de estudos deveriam ser feitos. A partir da análise dos estudos e da audiência, o Ibama vai avaliar se são suficientes.
Segundo o projeto, os navios atracarão no sistema offshore, a 3,5km da costa. Junto com o Porto Sul, estão previstos a infraestrutura na malha rodoviária, investimentos em energia e água para as comunidades do entorno.
Estão previstas ainda melhorias nas áreas de saúde, saneamento básico, aspectos sociais e culturais. Também o desenvolvimento do polo de produção de etanol, desenvolvimento e escoamento da produção de grãos do estado pelo eixo Ferrovia-Porto Sul.
Haverá a criação de uma área de proteção ambiental e uso sustentável no antigo sítio da Ponta da Tulha. Os estudos ambientais feitos nessa área, segundo o projeto, demonstraram a sua importância do ponto de vista da biodiversidade.
As ações para minimizar os impactos encontram-se listadas no Estudo de Impacto do Meio Ambiente e no Relatório de Impacto do Meio Ambiente. O material está disponível no site ”

A Região,01/11/2011