Logística

Descarga de rocha fosfática é suspensa em berço no Porto de Santos

Uma descarga de 30 mil toneladas de rocha fosfática iniciada na semana passada, em um berço no Porto de Santos, foi suspensa pela Companhia Docas do Estado de São Paulo (Codesp), nesta segunda-feira (20), devido à constatação de dispersão de material particulado (poluentes). Esta operação, em um navio, era realizada no berço do Armazém 15, na margem direita (Santos).

Segundo a Codesp, a operação só será retomada com a intensificação de controles ambientais e operacionais.

A Companhia Ambiental do Estado de São Paulo (Cetesb) informou que constatou a ausência de equipamentos de controle de poluição ambiental, como funil ecológico, durante esta descarga. “As medidas administrativas cabíveis estão em avaliação”, afirmou a Cetesb.

A Codesp ainda afirmou que, na condição de autoridade portuária, tomará as medidas necessárias “em caso de novas irregularidades”.

Na segunda, os trabalhos da Codesp no local foram feitos por equipes de Fiscalização de Operações, Meio Ambiente e Segurança do Trabalho.

A empresa Mosaic, responsável pela importação da rocha fosfática, afirmou, em nota, que a operação de descarga de rocha fosfática no berço 15 tem licença ambiental e está sendo acompanhada desde o início pelos órgãos reguladores Cetesb e Codesp

diariodolitoral 22/05/2019