Logística

Appa fecha 2011 com superávit e reduz em 15% o custo por tonelada movimentada

A Administração dos Portos de Paranaguá e Antonina (Appa) fechou o ano de 2011 com um superávit de R$ 12 milhões. A explicação para o bom desempenho está no aumento da receita e diminuição das despesas. No ano anterior, a Appa fechou o exercício com um déficit de 11% em relação à receita gerada pelas operações.
As 41 milhões de toneladas movimentadas pelos portos paranaenses em 2011 geraram uma receita 16% maior do que a registrada em 2010. Em 2011, o custo por tonelada movimentada em Paranaguá e Antonina foi de R$ 3,34, contra R$ 3,83 no ano anterior, totalizando uma redução real de 15% do custo por tonelada.
“Um porto que controla seus gastos consegue operar de forma mais eficiente e cria caixa para realizar investimentos. Estamos trabalhando com esta meta e os resultados já podem ser observados”, avalia o secretário de infraestrutura e logística, José Richa Filho.
Para alcançar estes números, a Appa promoveu uma série de ações visando a redução dos gastos. “Seguimos as indicações do governador Beto Richa para conter os gastos e tornar mais eficiente a gestão. E fizemos isso controlando todas as despesas e o resultado foi bastante positivo”, avalia o superintendente da Administração dos Portos de Paranaguá e Antonina (Appa), Airton Vidal Maron.

Investimentos
Para 2012, a estimativa da Appa é que sejam feitos investimentos nos portos na ordem de R$ 1 bilhão, somando investimentos próprios, do governo federal e da iniciativa privada. Estes recursos vão custear obras como dragagens, construção de armazéns graneleiros, ampliação do cais acostável e sistemas de segurança e controle portuários.

Só Notícias, 12/01/2012