Logística

Agilidade gera economia para setor de fertilizantes

Os gastos com sobre-estadia (demurrage) na importação dos fertilizantes pelos portos do Paraná foram 43% menor em 2019. Os dados foram divulgados nesta quarta-feira (05) pelo Sindicato da Indústria de Adubos e Corretivos Agrícolas no Estado do Paraná (Sindiadubos). No ano, o setor economizou US$ 20,39 milhões.

Entre os fatores listados pelo sindicato para explicar a redução estão as melhorias contínuas na eficácia da programação dos navios e na logística das operações de descarga, transporte e armazenagem, de uma maneira geral. “Tem-se destacado a dedicação e a competência da Autoridade Portuária do Paraná nas questões sob responsabilidade institucional”, diz o Sindiadubos na publicação dos dados.

Segundo o diretor-presidente da Portos do Paraná, Luiz Fernando Garcia, a empresa pública tem se dedicado ao máximo para otimizar o tempo das operações e reduzir os custos dos operadores portuários, em todos os segmentos. “Estamos a todo momento trabalhando para que as normas que auxiliam nas programações de atracações e operações dos navios sejam claras, transparentes e garantam uma melhor ocupação do cais público comercial, bem como a redução do tempo operacional. Com isso, não só todos ganham como também deixam de perder com gastos extras”, diz.

A autoridade portuária é responsável pela manutenção e ajustes das regras de atracação e operação, o cuidado e os investimentos em melhorias na infraestrutura marítima, de acesso terrestre e de armazenagem, essa em parceria com o setor privado.

Diário Indústria & Comércio, 07/02/2020

Fonte da imagem: Freepik