Culturas

Uralchem começou testes agronômicos na Europa

Em 2019, o número de participantes expandiu-se significativamente e abrangeu cinco países: Letônia, Lituânia, Polônia, Espanha e Sérvia. Todos os testes são realizados com base em institutos de pesquisa avançados nesses países.

Para o início dos experimentos, o departamento de apoio agronômico de Uralchem envolveu produtos especiais da empresa: os “Solar NPK”, fertilizantes minerais solúveis com micronutrientes, e sulfonitrato NS 30:7. Adubos complexos NPK micro para alimentação foliar ajuda as plantas a superar as fases críticas de desenvolvimento, minimizar o estresse dos tratamentos com pesticidas e eliminar pequenas deficiências nutricionais. NS 30:7 sulfonitrato ajuda a aumentar não só o rendimento das culturas de grãos, mas também a aparência dos grãos.

Certas espécies de plantas foram usadas como culturas-teste em cada país: colza e trigo de inverno na Letónia, trigo de primavera na Lituânia, batata na Polónia, tomate na Espanha e milho na Sérvia. A escolha se deve ao fato de essas culturas ocuparem o maior peso na área semeada dos países da Europa Oriental, do Norte e do Sul.

“O mercado de fertilizantes que contêm enxofre e produtos de alimentação de folhas está crescendo a cada ano na Europa. É necessário realizar testes agrícolas em larga escala, que nos permitam demonstrar aos nossos clientes finais uma eficiência agronômica e econômica positiva do uso de nossos fertilizantes”, disse Ksenia Belousova, chefe do departamento de apoio agronômico da Uralchem.

Um total de quatro a oito opções foram estabelecidas em todos os países. O resultado dos testes será um volumoso relatório científico detalhado, no qual serão apresentados os resultados de vários testes de campo e de laboratório, dados estatísticos e conclusões. A conclusão está prevista para o final de 2019 – o início de 2020.

Ferilizerdaily 30/05/2019