Culturas

Relação de Troca favorável para grande parte das Culturas, contribui para aumento da demanda por fertilizantes no segundo semestre.

De acordo com a Companhia Nacional de Abastecimento (CONAB), é esperado que a Safra Brasileira de grãos 20/21 apresente um crescimento de 1,3% no volume total cultivado, em relação a safra anterior. Atualmente, os produtores de grãos vivem um bom momento para a compra de fertilizantes, com relação de troca favorável desde meados de fevereiro. Embora os fertilizantes estejam subindo no segundo semestre, o aumento nos preços da saca da soja contribuíram para que o cenário não se invertesse.  O cenário favorável também se mantem para o Algodão, Celulose e Milho, que deverá apresentar produção recorde na safra 20/21

 

No entanto, a relação de troca começou a ficar desfavorável para a laranja e FCOJ no mês de setembro e, a previsão é que se mantenha desfavorável durante o mês de outubro, pois o preço do fertilizante crescerá em patamares maiores que o observado para a commodity. Segundo a Associação Nacional dos Exportadores de Sucos Cítricos (Citrus BR), as exportações brasileiras de suco de laranja caíram 26% no primeiro trimestre da safra 20/21, que se iniciou em julho. Os altos estoques no exterior, aliado ao ciclo de baixa nas lavouras, contribuíram para essa queda, segundo a associação

 

 

Para o Setor Sucroalcooleiro, a relação de troca vinha favorável desde o mês de maio, período em que os preços dos fertilizantes começaram a cair no mercado nacional, devido à baixa demanda que se instalou nos principais mercados consumidores. É esperado que a relação de troca seja estável para o açúcar esse mês, pois o aumento do preço da commodity tem acompanhado o aumento do preço do fertilizante. Para o etanol, no entanto, o preço do litro deverá subir em patamares menores que o fertilizante, deixando a relação de troca desfavorável no mês de outubro.

 

 

Equipe Globalfert