Culturas

Fertilizante mineral com tecnologia brasileira ajuda contra carência hídrica em soja

Fertilizante mineral com tecnologia brasileira ajuda contra carência hídrica em soja - pexels

Terceiro maior produtor brasileiro de soja, o Rio Grande do Sul se prepara para iniciar o plantio de mais uma safra do grão. No estado, a região noroeste é uma das principais produtoras de soja, porém, apesar de produtivo, o solo da região é bastante argiloso. 

No entanto, a última safra no estado foi marcada por uma severa estiagem que ocasionou perdas significativas de produtividade em muitas lavouras. Para evitar novos prejuízos na safra 20/21, que ainda conta com uma previsão de La Niña (fenômeno climático caracterizado pela má distribuição das chuvas), especialistas recomendam investir nos cuidados com o solo. 

Através dessa solução, para combater a carência hídrica e atingir um equilíbrio do solo tem sido encontrada com o uso de fertilizantes minerais à base de cálcio e enxofre. O sulfato de cálcio atua nas camadas mais profundas do solo, combatendo o vilão alumínio tóxico e melhorando o ambiente radicular. Para uma maior produtividade, os nutrientes devem estar disponíveis às plantas, a partir disso a ajuda, se obtém a ajuda do cálcio e do enxofre, o solo fica mais permeável, permitindo que as raízes atinjam os nutrientes encontrados no solo em maior profundidade, como explica o engenheiro agrônomo e especialista em solo, Eduardo Silva e Silva. 

“O sulfato de cálcio é uma das principais composições para equilibrar o solo, fornecendo cálcio e enxofre desde a raiz até a parte aérea da planta, com consequente aumento da capacidade de absorver água e, assim, melhorar a produtividade”, explica diretor técnico da SulGesso, Silva e Silva. Empresa catarinense desenvolve o produto SulfaCal, fertilizante granulado, à base de sulfato de cálcio, mais solúvel que o calcário. 

Grupo Cultivar, 09/09/2020 

Fonte da Imagem: Pexels