Boletins

Conheça a importância da adubação correta da safrinha

Conheça a importância da adubação correta da safrinha

Até a década de noventa, o plantio do milho safrinha era de pouca significância, principalmente pelo risco de perda de produção por déficit hídrico. Com o advento do plantio direto e o surgimento de novas tecnologias agrícolas, esse cenário mudou. As cultivares de soja mais precoces e a agricultura de precisão possibilitaram que o plantio do milho fosse antecipado para janeiro, diminuindo assim a exposição da cultura aos meses mais secos do ano, diminuindo riscos e permitindo adoção de investimentos como a adubação, uma vez que o plantio antecipado para meses chuvosos melhora a resposta da cultura a esse manejo.

Dessa forma, o milho safrinha teve uma grande expansão nos últimos anos (como pode ser visualizado no gráfico a seguir), sendo de interesse econômico e viável, principalmente para produtores de soja na rotação de culturas. Embora seja chamado de “safrinha”, o milho plantado em segunda safra ultrapassou os números do milho primeira safra.

Fonte: Conab

Tamanha importância da segunda safra requer cuidados adequados para manter os índices produtivos, a qualidade do solo e a sustentabilidade do sistema de produção. Dentre esses cuidados a correta adubação é fundamental, começando pela correção (conforme resultados da análise de solo), uma vez que os solos brasileiros, principalmente o Cerrado, apresentam acidez elevada.

A gessagem é outra prática recomendada, pois faz com que as raízes atinjam maiores profundidades, resistindo melhor a períodos de estiagem. A calagem e gessagem também são importantes para o fornecimento de cálcio, magnésio e enxofre.

As recomendações de adubação do milho safrinha são feitas através da produtividade esperada, conforme a extração dos nutrientes pela planta e exportação pelos grãos.

Equipe Globalfert, 11/12/2020